WhatsApp: (91) 98895-3102
S.O.S Sindmepa: (91) 99893386

Sindicato dos Médicos terá reuniões mensais com a Sesma

0

Com o objetivo de manter diálogo permanente e evitar maiores crises no setor de saúde, o Sindicato dos Médicos do Pará (Sindmepa) e a Secretaria Municipal de Saúde (Sesma) farão reuniões mensais, a partir do próximo mês de abril. Essa decisão foi acordada entre as duas instituições durante a reunião do dia 13, na sede da Sesma.
Segundo o diretor João Gouveia esse é um fato importante para que a gestão da saúde do município ouça as reclamações e relatos dos médicos que atuam na linha de frente dos Hospitais e Unidades Municipais de Saúde. |O Sindmepa já participa de reuniões mensais com o governo do estado e agora vamos ter contato mais próximo com a prefeitura|, falou o diretor.

Para o Sindmepa, a reunião com a secretária foi produtiva, pois várias questões levantadas pelo sindicato foram esclarecidas e encaminhadas, como em relação à falta de condições de trabalho, segurança e pagamento de plantões extras.

O sindicato foi informado que os plantões extras, referentes ao Fórum Social Mundial, já foram pagos no início do mês de março, que uma nova empresa de segurança foi contratada para atuar na proteção do patrimônio e das pessoas que trabalham e utilizam os postos de saúde dos bairros periféricos da cidade, além da contratação de empresas para fazer a manutenção predial e dos equipamentos dos hospitais.

Segundo a secretária da Sesma, Rejane Jatene, a prefeitura sabe que a área da saúde não está funcionando adequadamente, mas que a secretaria está tomando providências para melhorar, como a abertura de pregões eletrônicos para suprir a deficiência na aquisição de materiais e medicamentos.

Carreira – Outro questionamento do Sindmepa foi sobre a realização de concurso público para suprir a deficiência de médicos concursados. Rejane Jatene afirmou que a prefeitura só vai solicitar a abertura de concurso depois da implantação do Plano de Carreira, Cargos e Remuneração (PCCR), que está em discussão. |Hoje a prefeitura tem um déficit de 500 médicos, que é suprida com a contratação temporária|, afirmou a secretária.

O Sindmepa participa da mesa de negociação da implantação do PCCR para os funcionários de Belém, porém o sindicato e a Sesma vão comecar a negociação de pontos específicos para os profissionais médicos. |Um PCCR geral não contempla as peculiaridades da categoria médica. E esse será um dos pontos de negociação com a Sesma porque só assim as dificuldades de contratação e pagamento dos médicos serão solucionadas|, ressaltou o médico Wilson Machado, diretor do Sindmepa.

Leave A Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sindicato dos Médicos do Pará