WhatsApp: (91) 98895-3102
S.O.S Sindmepa: (91) 99893386

Santa Casa de Misericórdia orienta sobre internação

0

Os municípios paraenses continuam a mandar recém-nascidos em estado grave para a Santa Casa de Misericórdia do Pará sem a autorização de internação hospitalar, ou seja, sem qualquer encaminhamento do Sistema Único de Saúde (SUS). Tal providência é responsabilidade da instituição hospitalar que está atendendo o paciente ou da Secretaria Municipal de Saúde.

Um exemplo dessa situação aconteceu na tarde desta terça-feira (25), por volta das 15h30, quando uma ambulância da prefeitura de Aurora do Pará chegou à Santa Casa, com um bebê recém-nascido, pesando apenas um quilo, o que é considerado prematuro extremo.

Apesar de não dispor de leito, a gerente de Internação da Santa Casa, Maria Betânia Ferreira, entrou em contato com o diretor de Regulação da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), Charles Tocantins, que conseguiu um leito na Maternidade do Povo.

Apesar de a solução pela esfera estadual, o correto era a Secretaria Municipal de Saúde entrar em contato com a Central de Leitos da Secretaria Municipal de Saúde de Belém (Sesma) para cadastrar o paciente.

E, segundo Betânia Ferreira, |o secretário de Saúde de Aurora do Pará disse que desconhece que o município tem de cadastrar pacientes na Central de Leitos antes de encaminhá-los para Belém|. O secretário, então, foi orientado sobre como deve ser todo o procedimento em casos semelhantes.

Fonte: Ascom Santa Casa de Misericórdia do Pará

Leave A Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sindicato dos Médicos do Pará