WhatsApp: (91) 98895-3102
S.O.S Sindmepa: (91) 99893386

Sindmepa participa de discussão sobre Gripe A no Pará

0

Os diretores do Sindicato dos Médicos do Pará (Sindmepa), Hélio Franco e Wilson Machado, participaram da audiência pública |Meio ambiente de trabalho e Gripe A|, realizada dia 27 de agosto, na Fundação Jorge Duprat Figueiredo de Segurança e Medicina no Trabalho (Fundacentro).

 

Durante a reunião, a coordenadoria regional de Defesa do Meio Ambiente do Trabalho, Gisele Fernandes Góes, informou sobre a importância das empresas adotarem medidas de prevenção que evitem a disseminação da nova gripe. |É importante que os empregadores, tanto de estabelecimentos ligados à saúde como os demais, conheçam o seu ambiente de trabalho e ponham em prática os critérios adotados pela Organização Mundial de Saúde|, frisou.

 

Reunião – O Sindmepa também reuniu médicos e as instituições de saúde para discutir sobre a situação da epidemia da Gripe A no Pará. |O momento não é de pânico, mas sim de preocupação|, destacou João Gouveia, diretor do Sindmepa, que aguarda que o Pará supere a fase mais crítica da epidemia, a exemplo de países como México, EUA e Argentina e dos estados do centro-sul do Brasil. |Precisamos  discutir entre nós e nos aprimorarmos na detecção e atendimento dos pacientes com sintomas de gripe|, concluiu o diretor.

Com a circulação do vírus em todo o Estado é preciso que a população e os profissionais de saúde, que atendem diretamente pacientes com sintomas da Gripe A, estejam bem orientados para que o diagnóstico seja feito da maneira correta.

 

Situação – No dia 17 de agosto, o Pará teve a primeira confirmação de morte pela nova gripe e, de acordo com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), até o dia 21 de agosto, foram notificados 215 casos de Influenza A: 90 confirmados, 51 suspeitos aguardando resultado, 82 descartados, um óbito e 12 casos de positivos para Influenza sazonal.

Leave A Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sindicato dos Médicos do Pará