WhatsApp: (91) 98895-3102
S.O.S Sindmepa: (91) 99893386

Sindmepa alerta população sobre Gripe A no Pará

0

O Sindicato dos Médicos do Pará (Sindmepa) apresentou à população um documento com sugestões para controle da epidemia da Gripe A – H1N1 no Pará. O alerta foi repassado através dos meios de comunicação no dia 02 de setembro e mobilizou autoridades e sociedade para o grande desafio que o Pará deve enfrentar com a chegada do no período das chuvas.
|Reconhecemos os esforços das instituições públicas de saúde no enfrentamento da doença no Pará, mas alertamos que o período de chuvas está se aproximando e pode ocorrer um pico de incidência do vírus H1N1 na região. Além de outros fatores agravantes, como dengue, malária e doença respiratórias, que culminarão com a epidemia da Gripe A. Tememos que a situação se agrave|, ressalta Waldir Cardoso, diretor do Sindmepa.

O Sindmepa seguiu a orientação da Federação Nacional dos Médicos (Fenam) e realizou várias reuniões com os médicos e gestores dos setores públicos e privados do Estado, além das Secretarias Municipal e Estadual de Saúde e hospitais públicos. Após estes encontros, a diretoria do Sindmepa observou que o momento não é de pânico, mas sim, de preocupação.

Com a segunda morte por Gripe A confirmada em Belém, e com o aumento de casos notificados – até agora são 171 casos confirmados e 51 suspeitos aguardando resultado -, o Sindmepa alerta que as medidas de prevenção à doença devem ser seguidas tanto pelos profissionais de saúde que atendem aos pacientes com sintomas da Gripe A, quanto pela população em geral, que precisa adquirir hábitos de higiene básicos que evitam a transmissão do vírus H1N1, como lavar as mãos.

 

Para Cardoso, um fator que deve ser destacado é o da conscientização de todos para os casos de gripe no mundo. |O Sindmepa recebe relatos que os pacientes suspeitos se recusam a usar a máscara por causa da discriminação que sofrem. Precisamos nos conscientizar que a máscara impede a disseminação e, por isso o paciente que a usa está contribuindo para que os demais não sejam infectados|, frisou.

Leave A Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sindicato dos Médicos do Pará