WhatsApp: (91) 98895-3102
S.O.S Sindmepa: (91) 99893386

Remuneração digna já

0

Que o setor de saúde no Estado não vai bem, todo mundo já sabe. O que nem todos sabem é que o profissional que está na linha de frente da situação não é bem remunerado e vive o dilema de não poder exercer a sua missão de salvar vidas por falta de melhores condições salariais: os médicos. Para o Sindicato dos Médicos do Pará (Sindmepa) uma das saídas é a implementação do Plano de Carreira, Cargos e Vencimentos(PCCV).

|Osmédicos no Pará não são valorizados, enquanto os demais estados daregião Norte já implementaram o seu PCCV o Pará não tem nem um estudo fechado para um Plano no Estado|, declarou Waldir Cardoso, diretor do Sindmepa e coordenador do PCCV da Federação Nacional dos Médicos(Fenam).

A falta de uma carreira e remuneração digna para os médicos acarreta em vários fatores relacionados ao setor saúde como a falta de médicos no interior, o não preenchimento das vagas dos concursos, a escassez de médicos especialistas em hospitais de referência, entre outras, que acabam prejudicando diretamente a população.

Além disso, a saúde dos profissionais médicos está cada vez mais prejudicada, pois para manter um razoável nível de vida para ele e sua família, se sujeita a dar plantões de 24 horas, ter pelo menos três empregos, o que compromete a qualidade de vida e a atualizaçãoprofissional.

|A implementação do PCCV, como o pensado pela Fenam, atende a todas essasespecificidades do profissional médico, que leva, no mínimo, 10 anos para se formar e se especializar e hoje chega a ganhar em torno R$1.600,00|, esclarece Cardoso.

Na maioria dos Estados do país a grande dificuldade é ter um sistema de saúde de qualidade no interior, na região Amazônica o caso se agrava, pois a falta de médicos pode prejudicar ainda mais o caso dos pacientes, que muitas vezes não resistem à transferência para acapital via helicóptero, barco, ambulâncias, e morrem.

Hospitais lotados e em péssimas condições, falta de equipamentos e medicamentos,baixa remuneração, sobrecarga de trabalho, falta de atualização. São alguns dos problemas que hoje vivem os médicos sem carreira do Pará.

 

Leave A Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sindicato dos Médicos do Pará