WhatsApp: (91) 98895-3102
S.O.S Sindmepa: (91) 99893386

Sindmepa Informa – 10.02.2013

0

CARTÃO SUS

 

Com gastos acumulados de mais de R$ 400 milhões, a implantação do cartão SUS já se arrasta há 14 anos e o governo agora promete iniciar o processo de implantação no mês que vem. É bom que se diga: o que tem emperrado realmente a consolidação do cartão SUS é o fato de que isso iria acabar com a panaceia de gestores e o jogo de empurra empurra que temos na saúde pública brasileira. Iria também facilitar a cobrança dos usuários de planos de saúde que, matreiramente, são empurrados para o SUS nos casos de média e alta complexidade. Estamos pagando pra ver essa ação sair do papel de fato.

 

SIOPS

 

O governo brasileiro editou mais uma portaria sobre gastos na saúde. A portaria 53 visa dar mais transparência ao cidadão sobre a aplicação dos recursos da saúde. É louvável a criação de mecanismos de controle do dinheiro público. Mas o problema da saúde no Brasil não é a falta de portaria de fiscalização, mas sim a impunidade dos gestores que desviam dinheiro público sem nunca serem incomodados. Exemplos não nos faltam.

 

ANDADOR NÃO

 

As Sociedades Brasileiras de Pediatria e Ortopedia recomendam: andador é um perigo para a saúde e segurança de bebês. Além da mobilidade inadequeda, por desestimular músculos atrasando os primeiros passos, pode causar acidentes graves, como traumatismo crânio-encefálico, queimaduras e ferimentos diversos, já que o bebê se aproxima de escadas, fogões, etc. Nos USA, de cada mil crianças com menos de 01 ano de idade atendidas nos serviços de emergência, dez se referem a acidentes provocados por andador. Um terço dos casos apresentam lesões graves. No Brasil a coisa não é diferente.

 

IPAMB SAÚDE

 

O Sindmepa coloca a sua assessoria jurídica à disposição dos médicos vinculados à Sesma, para pleitearem na justiça o cancelamento do desconto do Ipamb Saúde nos seus contracheques. A cobrança compulsória é inconstitucional e já há jurisprudência, inclusive no STF, sobre a matéria.

 

CONTRA O ESCALPELAMENTO

 

O CFM vai deslanchar uma campanha para reduzir índices de escalpelamentos na região Norte, focada principalmente nos Estados do Pará e Amapá. A atriz Dira Paes será a madrinha da campanha publicitária, devendo gravar o vídeo institucional após as gravações da novela Salve Jorge. A campanha será deslanchada assim que o vídeo for gravado. O problema do escalpelamento é grave na região Norte. Só no Pará já foram catalogados e tratados 391 casos desde 1979. Um dos articuladores da campanha é o médico Waldir Cardoso, diretor do Sindmepa e conselheiro do CFM.

 

CAOS NO HOL

 

Médicos do Ophir Loyola, hospital de referência no Pará no tratamento de câncer, cardiologia, renais crônicos e transplantados, denunciaram nesta semana, a falta dos dois aparelhos de tomografia, de ressonância magnética e de Hemodinâmica. E pasmem, por falta de manutenção. Será que o hospital também caminha para o caos? Com a palavra, a direção do estabelecimento.

 

Leave A Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sindicato dos Médicos do Pará