WhatsApp: (91) 98895-3102
S.O.S Sindmepa: (91) 99893386

Sindmepa Informa – 31/03/2013

0

MARCHA À BRASÍLIA

O diretor Lafayette Monteiro será o representante do Sindmepa na Marcha à Brasília, que acontece na próxima terça-feira, 2. A marcha é uma resposta da categoria médica a uma série de ações do governo federal que afetam diretamente os profissionais médicos. Entre os temas que estarão em debate destacam-se a importação de médicos, financiamento da saúde e a gratificação de desempenho dos médicos federais. Todos à Brasília.

SINDMEPA EM ALTAMIRA

A situação da assistência médica em Altamira, com o crescente aumento na demanda por serviços de saúde, em virtude de Belo Monte, preocupa o Sindmepa e os médicos que atuam na região. Para ver de perto as condições de trabalho e de atendimento no município, o diretor Waldir Cardoso vai reunir com os médicos em Assembleia Geral, na próxima quinta-feira, 4. A visita inclui audiências com autoridades locais e vistoria em hospitais e unidades de saúde.

AÇÃO COLETIVA

O Sindmepa já deu entrada em ação trabalhista coletiva contra o Idesma, que deixou 44 médicos sem indenização após o fim do seu contrato de gerenciamento do Hospital Metropolitano, em dezembro do ano passado, com a justificativa de que o Estado não pagou a OSs. Na mesma ação, o Sindicato pleiteia para todos os médicos sob regime celetista o pagamento de multa por atraso na rescisão contratual.

PRÓ-SAÚDE IGNORA CES

A pró-saúde não compareceu à última reunião do Conselho Estadual de Saúde (CES), apesar de convocada, recusando-se a prestar esclarecimentos dos conselheiros sobre a gestão do hospital Metropolitano, mesmo sendo a prestação de esclarecimentos um dos itens obrigatórios constantes do contrato de gestão daquele Hospital público. É realmente preocupante a autonomia desta empresa que só visa lucros e ignora o Conselho Estadual de Saúde.

APOSENTADORIA ESPECIAL

Médicos do serviço público de saúde do município, do Estado e da União já podem pleitear sua aposentadoria aos 25 anos de serviço comprovando atividades insalubres. O benefício foi conquistado pelo Sindicato dos Médicos do Pará que ingressou com Mandado de Injunção (2150), questionando a Presidência da República, o Senado e a Câmara Federal sobre a ausência de lei complementar e a demora na regulamentação desse direito. O Supremo entendeu que o Sindmepa tinha razão e em decisão unânime garantiu a todos os médicos do Pará vinculados à rede pública de saúde o direito à aposentadoria especial. Agora, depende de cada um requerer seu direito na esfera competente.

AUDIÊNCIA SECRETÁRIO

No próximo dia 9, o Sindmepa tem audiência marcada com o secretário municipal de Saúde, Joaquim Ramos, para tratar de diversas demandas da categoria. Entre os assuntos em pauta estão: realinhamento salarial, PCCR e condições de trabalho, quando vamos encaminhar denúncias de falta de condições para o exercício profissional em várias unidades e hospitais gerenciados pelo município.

Leave A Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sindicato dos Médicos do Pará