WhatsApp: (91) 98895-3102
S.O.S Sindmepa: (91) 99893386

Sindmepa propõe termo de mútua cooperação com MPE

0

Um termo de mútua cooperação técnica deverá ser firmado em breve entre o Sindmepa e o Ministério Público Estadual, com objetivo de se realizar, conjuntamente, visitas e fiscalização de serviços e instituições de saúde do sistema público. A ideia é promover a união de esforços para denunciar e encaminhar propostas para o poder público para correção de possíveis falhas que forem detectadas pelas instituições, explicou o diretor do Sindmepa, João Gouveia, que esteve hoje em visita ao MP.

Para discutir o assunto, ele reuniu-se com o Procurador Geral de Justiça, Marcos Antonio Ferreira Neves e a promotora de direitos constitucionais fundamentais de defesa do patrimônio público e da moralidade administrativa, Suely Cruz, que aplaudiram a ideia. O procurador geral de justiça disse que a saúde é uma das principais bandeiras do MPE hoje no Estado, e que acha extremamente necessário o estreitamento de relações do órgão com o Sindicato dos Médicos.

O MPE está presente em quase todos os municípios paraenses com mais de 20 mil habitantes e está atento aos eventos que afetam a sáude da população nesses municípios, disse o procurador. O documento entregue ao MP será detalhado e complementado pelo órgão para se formalizar a assinatura do acordo.

AUDIÊNCIA

João Gouveia aproveitou a oportunidade para solicitar a realização de uma reunião ampla, com a participação dos demais órgãos envolvidos, para discutir a questão da atenção materno-infantil, com foco na atenção básica e na regulação do Estado, na tentativa de se encontrar soluções conjuntas para o problema do atendimento à criança no Estado.
“Não temos leitos pediátricos no Estado. E os médicos tem que fazer ‘a escolha de Sofia’. Tem que escolher entre quem vai viver e quem vai morrer”, comparou o médico, numa referência ao filme em que a mãe tem a opção de escolher somente um dos filhos para salvar do holocausto.

A promotora Suely Cruz disse que há uma carência generalizada na área da pediatria no Estado. Várias clínicas já fecharam e continuam fechando suas portas. A Policlínica Infantil de Nazaré e a Clínica Pediátrica do Pará fecharam suas portas; a Pio XVII está à venda e a Santa Terezinha está tentando se manter, relatou. Todos os problemas na área da saúde infantil, incluindo o problema da Santa casa, serão debatidos na sessão que será convocada pelo MP para julho.

 

Leave A Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sindicato dos Médicos do Pará