WhatsApp: (91) 98895-3102
S.O.S Sindmepa: (91) 99893386

Doação de sangue marca protestos de médicos no Pará

0

Médicos e residentes doaram sangue e se inscreveram no cadastro nacional de doadores de medula óssea da Fundação Hemopa do Pará na manhã desta quarta-feira, 31, como parte das mobilizações da categoria contra o programa Mais Médicos e o veto ao Ato Médico. A ação social contou ainda com esclarecimentos e distribuição de material informativo aos visitantes e funcionários do Hemopa sobre a crise da saúde no Brasil.

A ação no Hemopa foi um dos encaminhamentos deliberados pela assembleia geral dos médicos, realizada na noite de terça-feira, 30. Os médicos do Pará decidiram não aderir à paralisação puxada pela categoria em nível nacional por achar que a maior prejudicada com as paralisações é a população, que nada tem a ver com o caos da saúde. “O caos da saúde é resultado da incompetência da gestão, da corrupção e da impunidade presentes no nosso país e que assola a saúde”, disse o diretor administrativo do Sindmepa, João Gouveia.

O médico Igor Duarte Luz, que faz residência no Hospital das Clínicas (HC), foi um dos primeiros a doar sangue na ação de cidadania promovida pelos médicos. Para ele, doar sangue é uma ação de quem realmente se importa com os problemas na área da saúde. Para Igor, a falta de médico é uma falácia que vem sendo bancada pelo governo federal para desviar dos problemas que realmente afetam a saúde pública brasileira: falta de investimentos e uma política séria de atração dos médicos para o interior.

MULTIPLICADORES

Durante a ação no Hemopa, os médicos também foram recebidos pela presidente da Instituição, Luciana Maradei, que agradeceu a ação e disse que o Hemopa precisa de multiplicadores. A médica ressaltou que a solidariedade é algo inerente ao ser humano, mas em geral é mobilizada somente em momentos pontuais, em casos de catástrofes, etc. A doação cotidiana precisa ser incentivada constantemente e a parceria dos médicos é fundamental para isso, afirmou.

Segundo a gerente de captação de doadores do Hemopa, Juciara Farias, todo sinal dado pelo profissional médico à sociedade é bem-vindo. Diariamente, o Hemopa recebe cerca de 200 doações, mas a demanda do Hemocentro é de 300 doações/dia. Juciara disse que a ação proposta pelos médicos foi muito positiva e a expectativa era de que o número de doações do dia seja bem maior do que se registra normalmente na Fundação.

Além da ação de hoje, os médicos do Pará farão uma mobilização no próximo domingo, na praça da República, a partir das 9h, com atendimento gratuito à população de dosagem de glicose e colesterol e medição da pressão arterial. Também será distribuída a Carta aos Brasileiros, elaborada pelo Comitê Nacional de Mobilização das Entidades Médicas, com esclarecimentos sobre o movimento médico brasileiro, entre outras atividades.

 

Leave A Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sindicato dos Médicos do Pará