WhatsApp: (91) 98895-3102
S.O.S Sindmepa: (91) 99893386

Sindmepa Informa – 15.09.2013

0

NOVA SANTA CASA

O governador finalmente vai inaugurar a chamada Nova Santa Casa, enfatizando que o hospital não será repassado à administração de nenhuma OS. A iniciativa merece nosso registro e aplauso, já que tantas foram as lutas dos servidores da saúde para impedir isso. Agora que os funcionários já tem condições de trabalho adequadas, o próximo passo é a garantia de remuneração digna para o exercício da profissão. É o que se espera.

CONGELAMENTO DA HPS

Sobre a proposta da Prefeitura de Belém de congelamento da HPS, desde já nos posicionamos contra essa ideia. Somos a favor do reajuste da Alteração do Modelo de Atenção à Saúde (Amat), mas falar em congelamento da HPS (Gratificação de Hospital de Pronto Socorro) é o mesmo que “falar em corda na casa de enforcado”. A HPS é a única forma que os funcionários do município de Belém têm hoje para melhorar os minguados salários. Congelamento, nem pensar.

ACREDITE, SE QUISER

A Pró-saúde enviou para a imprensa local, a título de pedido de direito de resposta informações sobre sua constituição formal, onde se identifica como “uma Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar, uma entidade filantrópica”, e não uma empresa. Presidida pelo arcebispo emérito da igreja católica, Dom Eurico dos Santos Veloso, tendo como vice-presidente o padre Guanair dos Santos. Com tudo isso, imaginem se fossem ateus?

PRONTO SOCORRO INFANTIL

Os pediatras da Santa Casa estão sendo pressionados para que seja criado um serviço de pronto socorro infantil na instituição, contrariando o perfil do hospital e sobrecarregando os pediatras que já trabalham sob regime de superlotação. Em breve, será marcada uma reunião para tratar deste indigesto assunto.

PERFIL DE SECRETÁRIO

Abordados sobre qual seria o perfil ideal de secretário de saúde para os municípios do Pará, traçamos o seguinte perfil para discussão: ser funcionário público; possuir nível superior; ter profundo conhecimento do SUS, com ênfase no financiamento, gestão pública, regulação e auditoria; não sofrer interferência político-partidária em sua administração; de preferência, ser da área da saúde. Vale lembrar que mais de 50% dos secretários de saúde do s municípios do Pará não tem nível superior, e mais de 50% nem são da área da saúde, o que acaba agravando o já caótico sistema de saúde do nosso Estado.

PARALISAÇÃO EVITADA

Por intervenção do Sindmepa nas negociações, mais uma vitória foi alcançada para a categoria médica: a reversão de uma paralisação que seria deflagrada na última sexta-feira, 13. Trata-se do movimento dos anestesistas do hospital Abelardo Santos que tiveram suspensa a gratificação de alta complexidade, negociada com a Sespa. Após intervenção do Sindicato, a Sespa confirmou a regularização do pagamento em documento enviado à nossa sede. Mais do que nunca, urge a necessidade da categoria médica se unir para a implementação do PCCR, pondo fim a estes penduricalhos não incorporados à remuneração e aposentadoria.

Leave A Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sindicato dos Médicos do Pará