WhatsApp: (91) 98895-3102
S.O.S Sindmepa: (91) 99893386

Médicos da UMS da Marambaia vão parar atividades amanhã

0

Médicos plantonistas da Unidade Municipal de Saúde (UMS) Marambaia de Urgência e Emergência, informaram à direção da unidade que a partir de amanhã estarão fazendo uma paralisação parcial de suas atividades em função de problemas envolvendo falta de equipamentos mínimos para exercer a profissão, falta de Estar Médico adequado para o descanso dos profissionais e falta de data fixa para pagamento de salários. Os médicos ainda não receberam os vencimentos referentes ao mês de setembro da Prefeitura de Belém.

Mesmo sendo uma unidade de urgência e emergência, a UMS Marambaia não dispõe de equipamentos mínimos como ventiladores mecânicos, monitores multiparâmetros, aparelho de eletrocardiograma, entre outros. Os consultórios não tem ar condicionado obrigando os médicos a atenderem em um único consultório simultaneamente, ferindo o direito de privacidade dos pacientes.

Os médicos que protocolaram o aviso de paralisação na direção da UMS e no Sindmepa, denunciam ainda a falta de capacitação de profissionais para o serviço de triagem sobrecarregando o serviço com pacientes cujo problema pode ser resolvido a nível ambulatorial. A UMS carece ainda de ambulâncias, deixando os profissionais na dependência completa do Samu, que atrasa nas remoções e muitas vezes se recusa a remover pacientes, inclusive graves, mesmo para hospitais de “porta aberta”, aqueles teoricamente aptos a atender qualquer tipo de enfermidade e sem necessidade e encaminhamento da Rede.

A paralisação dos médicos da UMS Marambaia também deve-se ao atraso no pagamento dos plantões pela PMB. Eles informam que não há data fixa para o pagamento e que a PMB não cumpre a regra de pagar até o 10º dia subsequente ao mês trabalhado. A folha fechada no dia 23 de agosto só foi paga no dia 23 de setembro e a de setembro ainda não foi paga e não há previsão de pagamento. Um total de 17 médicos assinaram o comunicado de paralisação entregue à direção da UMS hoje. O Sindmepa, que também recebeu o documento enviará à Prefeitura de Belém, Sesma e à própria Unidade.

VISTORIA

Desde o ano passado que o Sindmepa vem denunciando as péssimas condições de funcionamento da UMS da Marambaia. Em relatório feito em março de 2012 o Sindicato já apontava os problemas nos aparelhos de ar condicionados e o péssimo estado de manutenção do prédio que convivia com área alagada propícia à disseminação de doenças como a dengue. Nas salas de atendimento e na cozinha, cadeiras furadas e equipamentos sucateados, além da falta de climatização nos ambulatórios.

 

Leave A Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sindicato dos Médicos do Pará