WhatsApp: (91) 98895-3102
S.O.S Sindmepa: (91) 99893386

Sindmepa Informa 06.10.2013

0

ALTAMIRA

Falta de leitos e consultórios especializados; baixo índice de cobertura da Estratégia Saúde da Família, com apenas 40% da população atendida pelo programa; e ainda a não inclusão do município na categoria Gestão Plena do Ministério da Saúde. Esses são os principais problemas constatados em visita técnica que o Sindmepa fez ao município de Altamira durante a semana que se encerrou. Além de Altamira, Santarém e Itaituba também foram alvo das visitas de diretores do Sindicato.

SANTARÉM

Em Santarém, diretores do Sindmepa visitaram os hospitais regional e municipal, Conselho Municipal de Saúde (CMS/ST) e realizaram Assembleia Geral com médicos para discutir condições de trabalho, remuneração e PCCR, a instalação de assessoria jurídica no município, programa Mais Médicos e eleição de delegados sindicais. Um fato grave denunciado pela categoria é que a secretária municipal de saúde está obrigando os médicos a constituir pessoa jurídica para trabalhar nas Unidades Básicas e hospitais, o que desobriga o pagamento de direitos trabalhistas.

CRISE À VISTA

O governo do Estado precisa tomar providências urgentes para evitar uma crise no hospital regional de Tucuruí, onde médicos estão sendo descontados em plantões já efetivamente realizados. Segundo informações repassadas pela Secretaria de Saúde, essa situação irá se prolongar até, pelo menos, o final do ano, com cortes que chegam até quatro plantões já efetivados. Outra preocupação é o fim do contrato de cerca de 15 médicos com o hospital, que acontece em dezembro, sem garantias de que sejam renovados. Um cenário que já conhecemos de cor no interior do Pará: médicos trabalhando com vínculos trabalhistas precários e sem condições dignas para exercer a medicina.

UNIODONTO

O Sindmepa retomou o convênio com a Uniodonto para atendimento odontológico aos associados e dependentes, englobando 74 procedimentos clínicos a preço módico de 20,00 por usuário/mês, em um plano individual ou familiar. Aos interessados, procurar o Sindmepa para maiores informações.

DORMINDO NO CHÃO

Começam as denúncias das péssimas condições de trabalho e para o exercício da boa medicina, no interior do Pará e na periferia de Belém, tanto alertada pelo Sindmepa. Quem denunciou desta vez foi o deputado Edmilson Rodrigues ameaçando inclusive levar o caso à OEA, se não forem tomadas providências urgentes para a situação de duas médicas cubanas enviadas para Santa Cruz do Arari, na região da Ilha do Marajó que, entre outras coisas, estão dormindo no chão.

MP 621/GOLPE

O relator da MP-621, deputado Rogério Carvalho, quer que o registro profissional temporário dos médicos estrangeiros (leia-se, principalmente cubanos) participantes do Programa Mais Médicos, seja concedido pelo próprio Ministério da Saúde tirando esta prerrogativa dos CRMs. A comissão mista do Congresso Nacional, inclusive, já aprovou a proposta do relator. Agora aguarda votação no plenário. O governo resolveu provar que quem manda é ele e que a prerrogativa de quem realmente entende do assunto de nada vale, como se isto fosse uma disputa de interesses e não a defesa da segurança da saúde do povo brasileiro.

 

Leave A Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sindicato dos Médicos do Pará