WhatsApp: (91) 98895-3102
S.O.S Sindmepa: (91) 99893386

Sindmepa Informa – 28.09.2014

0

SINDMEPA DE LUTO

No último dia 20, mais uma morte brusca surpreendeu a toda a diretoria e funcionários do Sindmepa. Faleceu nosso diretor Jorge Tamer Júnior, que atuou durante 20 anos em nosso sindicato sem receber qualquer remuneração, contribuindo com as lutas da categoria médica, da saúde e da sociedade. Clínico geral e gastroenterologista, exercia atividades no MS, Unimed e Iasep, além de suas atividades sindicais. Deixou esposa e filhos e uma imensa saudade entre nós. Nossa solidariedade à família e parentes.

REUNIÃO SESMA

Em reunião na Sesma, no início da semana, um breve apanhado do sistema de urgência e emergência (U/E) de Belém só confirmou nossa tese de que o problema da U/E está na falência da Atenção Básica e na desestruturação do sistema de U/E. Apesar da Sesma ter 15 unidades de saúde que atendem urgências, a maioria delas não tem resolutividade. Seja pela absoluta falta de materiais básicos, seja pela falta de uma política de RH, que crie vínculos entre os profissionais de saúde e a instituição e garanta seus direitos trabalhistas.

DIÁLOGO

Reunimos na última quarta, no Sindmepa, com a direção do HPSM da 14 para um diálogo aberto sobre os problemas vivenciados no hospital. Apesar de admitir vários percalços, o diretor explanou sobre o projeto de readequação da instituição. Reformas de várias áreas estão em andamento e o hospital agora vai dispor de maior autonomia financeira para resolver pequenos problemas estruturais. Uma boa notícia foi que, finalmente, depois de sete anos de compradas pelo município, três máquinas de hemodiálise entrarão em funcionamento no HPSM da 14.

DIEESE/ QUALIFICAÇÃO

A Secretaria Municipal de Economia (Secon) e o Dieese realizaram nesta semana o seminário Desenvolvimento, Emprego e Qualificação Profissional – Belém rumos aos 400 anos. Estivemos representados no debate pelo diretor João Gouveia, coordenador sindical do Dieese, que falou sobre a necessidade de qualificação da mão de obra do Estado. Mais do que empregos, precisamos de melhores empregos no Pará, o que na prática não acontece por falta de qualificação profissional.

RESOLUÇÕES CFM

Duas resoluções recém editadas pelo CFM pretendem contribuir para desafogar e qualificar o atendimento nos prontos-socorros e serviços de urgência e de emergência do país, inclusive Upas. As resoluções podem não resolver problemas de saúde, mas pelo menos fica muito bem caracterizado que o responsável pela fila do SUS, falta de instalações adequadas, material, medicamentos e equipamentos nas unidades de saúde é o gestor e não os médicos. A responsabilidade do médico é por cumprir sua carga horária e pelos seus atos profissionais. Caso essas situações de infraestrutura não sejam resolvidas, cabe denúncia ao MP.

IASEP ATRASOS

A ameaça de médicos que atendem a usuários do Iasep de descredenciamento do plano do governo surtiu efeito. Vários profissionais já começaram a receber atrasos desde junho, mas ainda há pendências desde abril. Mas não só atrasos de pagamento desmotivam os médicos. Entre as queixas dos colegas estão ainda valores aviltantes de honorários e glosas indevidas.

 

Leave A Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sindicato dos Médicos do Pará