WhatsApp: (91) 98895-3102
S.O.S Sindmepa: (91) 99893386

Centrais aprovam ato unificado contra medidas provisórias

0

Centras sindicais reunidas no Dieese-Pará, ontem, decidiram realizar um ato unificado no próximo dia 28 em defesa dos direitos e do emprego, contra as medidas provisórias 664 e 665, que alteram uma série de regras em relação à pensão por morte, auxílio-doença, aposentadoria por invalidez, abono salarial e seguro-desemprego, entre outras. O governo não aceitou pedido das centrais para revogar as medidas e propôs reunião para negociação das mesmas. A resposta dos trabalhadores virá em forma de um ato unificado para reforçar a garantia dos direitos trabalhistas já conquistados pelos trabalhadores brasileiros.

Uma das mudanças que mais afetam a classe trabalhadora é o prazo para o trabalhador dispensado do emprego usufruir do seguro desemprego. Pela regra anterior o trabalhador demitido sem justa causa e que tivesse contribuído por seis meses teria direito ao benefício. Pelas novas regras, sobe para 18 meses o prazo para usufruir do seguro.

Da reunião de Belém participaram representantes da CUT, UGT, Força Sindical, Nova Central, CTB e CSB. O diretor do Sindmepa, João Gouveia, participou como coordenador sindical do Dieese. Além do ato unificado no dia 28, haverá produção de um manifesto para ser distribuído durante o ato com as críticas ao governo federal pelas medidas provisórias. O manifesto também vai conter críticas ao governo estadual por contas das exonerações e demissões no serviço público, privatizações na área da saúde, fusão de secretarias que promovem demissão de trabalhadores, ausência de investimentos em qualificação profissional e falta de diálogo com a classe trabalhadora.

A concentração do ato do dia 28 será na Escadinha do porto, praça Pedro Teixeira, a partir das 8h, com saída em direção à Caixa Econômica, e INSS da Presidente Vargas.

Leave A Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sindicato dos Médicos do Pará