WhatsApp: (91) 98895-3102
S.O.S Sindmepa: (91) 99893386

A Saúde em Marituba vai parar

0

Divina Providência pode entrar em colapso por falta de pagamento da Prefeitura

A falta de pagamento dos serviços prestados pelo Hospital Divina Providência, de Marituba, foi o principal ponto de pauta de uma reunião que aconteceu na manhã desta quinta-feira, na sede do Sindicato dos Médicos, com a presença de representantes da gestão do hospital, de médicos e diretores do Sindmepa. O repasse de verbas pela Secretaria de Saúde do município de Marituba (Sesau) está atrasado desde meados de setembro do ano passado, o que coloca em risco a manutenção do funcionamento do hospital.

Com 146 leitos disponíveis, realizando 500 cirurgias por mês, 250 partos, além de1.600 sessões de hemodiálise para 132 pacientes, o hospital Divina Providência vem atravessando sérias dificuldades financeiras em função dos atrasos constantes de pagamentos por parte do município de Marituba. Só para os anestesistas, o hospital deve em torno de R$ 150 mil em pagamentos atrasados e a categoria já suspendeu o atendimento para cirurgias eletivas.

O Divina Providência atua nas especialidades de traumatologia, neurocirurgia, ginecologia e obstetrícia, pediatria/neonatologia, otorrinolaringologia, clínica médica, cirurgia geral, inclusive com vídeo laparoscopia, atendendo também a hansenianos da colônia Heleno Fragoso. Presta serviços aos usuários do SUS não só de Marituba, mas das regiões vizinhas. “É inadmissível que um hospital com tamanha responsabilidade se veja ameaçado pela irresponsabilidade na gestão da saúde daquele município”, disse o diretor do Sindmepa, Wilson Machado.

O Sindmepa já agendou reunião extraordinária com o grupo de cem médicos que atuam no corpo clínico do Divina Providência para a próxima quarta-feira, 11, às 19h, no sindicato. “Estamos solicitando também audiência com o prefeito Mario Filho e com o Ministério Público Federal numa tentativa de evitar um caos maior com a descontinuidade do atendimento deste importante hospital de Marituba”, explica Wilson Machado, diretor do Sindmepa, que participou da reunião juntamente com os diretores João Gouveia e o assessor jurídico do Sindmepa, José Mourão.

Leave A Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sindicato dos Médicos do Pará