WhatsApp: (91) 98895-3102
S.O.S Sindmepa: (91) 99893386

Médico é preso em Alenquer em conduta abusiva de delegado

3

Um médico foi preso em Alenquer por ter se negado a fazer uma perícia para o delegado local. Assessoria jurídica do Sindmepa acionou o Ministério Público que interviu na questão para liberação do médico, contactando com a Corregedoria de polícia e a delegacia geral. O médico foi liberado e o Sindmepa, junto com outras instituições médicas, vai adotar medidas judiciais cabíveis para responsabilizar o delegado e o Estado do Pará. Vamos entrar com ação por perdas e danos contra o Estado e registrar denúncia junto à corregedoria de polícia por abuso de autoridade policial.

A detenção do médico foi totalmente arbitrária. Policiais chegaram com um corpo no hospital Santo Antonio pedindo que o plantonista fizesse o laudo cadavérico. Ele informou que não é perito e que precisava de autorização judicial para fazer o procedimento. Ao sair da sala de cirurgia, onde operava, o policial o segurou, pisou em seu pescoço e o algemou, levando-o para a delegacia.

O médico seguiu rigorosamente orientação da assessoria jurídica do Sindmepa para que fizesse apenas laudo de constatação e não perícia, já que se trata de uma especialidade. A conduta do delegado foi abusiva, posto que o médico não pode ser obrigado a trabalhar de graça e, muito menos, a proceder como especialista em especialidade que não tem.

Diretoria Colegiada

3 Comentários

  1. é lamentável, pois o sindmepa não mora aki em Alenquer para saber realmente o verdadeiro caos da saúde do municipio, pois a população alenquerense vem sofrendo transtorno de humilhação e rejeição por parte da direção do hospital santo antonio, uma vez que o hospital não ta nem aí para o tratamento da saúde da população, demonstra sim mais questão politica do que atendimento a saúde publica, investiguem pois tem cidadão alenquerense que já foram humilhados por medico do hospital santo antonio, hoje Alenquer vive uma situação caótica na saúde, e o medico tem seu juramento assim como também tem seu direito no estatuto dos médicos, mais faltou dialogo por parte do medico tbm pois se trata de coisa simples e fácil de resolver.
    já que o sindmepa acusa a policia por arbritrariedade, que esta fazendo incansavelmente um belo trabalho em nossa cidade, deveriam tbm punir e investigar alguns médicos que depois de formado esquecem que do seu juramento feito junto ao CFM.
    Pois o povo de Alenquer esta carente de saúde sem ao menos ter se quer o apoio do governo do estado, onde mora hoje em Alenquer o DOM DA CORRUPÇÃO, que últimos ano vem tirando o direito do cidadão alenquerense.
    observem pois Alenquer não sabe se quer qual medico e ou não registrado no SUS para fazer atendimento medico no município, observem também, se o medico com idade de 70 anos tem inspeção pelo CFM, CRM-PA para saber se tem condições ou não para exercer a função e tirar plantão.
    o sindemepa deve sim ajudar a população alenquerense pois o povo de Alenquer não tem pra onde correr. pois existe muita omissão de socorro por parte de alguns medico do hospital santo antonio também.
    grato
    abraços!!!!

  2. quero concluir que escrevi isso pois minha mulher chegou no hospital se sentindo mal, e o medico estupidamente grosso, humilhou minha esposa, e após a humilhação ele simplesmente se recusou de atende-la, levando mais transtorno a saúde da minha esposa.

  3. Porque não leva esses laudos para Os Cubanos da Dilma assinar .
    Há bom a função deles é so passar receita com chá .

Leave A Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sindicato dos Médicos do Pará