WhatsApp: (91) 98895-3102
S.O.S Sindmepa: (91) 99893386

Parceria entre UFPA e Sindmepa leva ações de saúde ao lixão do Aurá

0

Uma parceria entre a Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Pará (UFPA), Ong Noolhar e Sindicato dos Médicos do Pará (Sindmepa), levará ações de saúde à mulheres catadoras do lixão do Aurá. É o projeto “Mães do Aurá” que visa sensibilizar essas mulheres que, na maioria das vezes, não possuem acesso à atenção básica de saúde, a adquirir hábitos mais saudáveis e a conhecer um pouco mais sobre as doenças crônicas não transmissíveis e suas consequências, além de realizar exames simples como teste de glicemia capilar e aferição de pressão arterial. A ação ocorrerá nesta quinta-feira, 21, a partir das 07hs.

Vinte e oito alunos de medicina da UFPA participarão do projeto, que também leva o apoio da IFMSA (International Federation of Medical Students’ Association), ONG internacional de estudantes de medicina que atua promovendo projetos e campanhas em favor da saúde mundial. A meta é atingir 100 mulheres. Hoje o grupo participou de uma capacitação para a ação de amanhã, na UFPA.

O evento insere estudantes de medicina de maneira primária na atuação comunitária, proporcionando saúde pública às pessoas atendidas de maneira dinâmica e de fácil compreensão. “É a primeira vez que realizamos uma ação como essa e esperamos realizar mais atividades desse porte, de acordo com as demandas da comunidade. Atividades que envolvam a prevenção de doenças crônicas não transmissíveis podem salvar vidas, principalmente quando se trata de uma população negligenciada e que provavelmente não possui acesso constante ao sistema de saúde e a exames preventivos, levando essas doenças a outras de caráter mais urgente”, informa o estudante e um dos organizadores do projeto, Marcello Ferreira.

“Cada informação passada pode ser o diferencial no futuro da população atingida, seja melhorando o prognóstico de uma doença ou evitando o surgimento dela e de agravos. É uma ação cujo impacto positivo poderá ser sentido agora e adiante, modificando de forma essencial a saúde futura dessa população”, conclui.

Leave A Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sindicato dos Médicos do Pará