WhatsApp: (91) 98895-3102
S.O.S Sindmepa: (91) 99893386

Sindmepa Informa – 19.06.2015

0

SERVIÇOS DESATIVADOS

Recebemos denúncias nesta semana de que alguns importantes serviços prestados à comunidade pelo hospital Bettina Ferro estão sendo desativados. Entre eles estão a endoscopia, ultrassonografia e mamografia. Além disso, apenas uma sala de Raio-X está funcionando, com redução de oferta de exames. Vamos pedir reunião com a direção do hospital para saber mais detalhes do assunto e, se for preciso, iremos até o reitor da UFPA em busca de providências. A se manter essa situação, teremos enormes prejuízos ao sistema de saúde, principalmente pela clientela que é atendida pelo Bettina, moradores da área do entorno da UFPA.

 

CONFERÊNCIA

Será no dias 3 e 4 de julho, no hangar, a XI Conferência Municipal de Saúde de Belém, com eixos temáticos como Direito à saúde; Garantia de acesso e atenção de qualidade; Financiamento público e a relação público-privado; Participação social e a representatividade do controle social no SUS; além de Gestão do trabalho e da educação na saúde. O Sindmepa terá dois delegados na Conferência, os diretores João Gouveia e Wilson Machado, eleitos em pré-conferência, esta semana. Ao todo, foram eleitos 115 delegados e suplentes para dar apoio e suporte às decisões do evento. É importante a comunidade acompanhar os debates e ficar de olho nas propostas apresentadas, já que envolve um assunto que diz respeito a todos nós, a saúde da população.

 

VIOLÊNCIA

Nesta segunda, 22, o Sindmepa se reúne com a corregedoria de polícia civil para acompanhar as providências que estão sendo tomadas com relação às denúncias de abusos praticados por delegados de polícia contra médicos no Estado. O caso do médico Francenildo Sena, de Alenquer, preso arbitrariamente por se recusar a fazer um laudo cadavérico; e o do médico de Castanhal, que teve que fugir para evitar constrangimento semelhante, já estão sendo encaminhados juridicamente pelo Sindmepa. Há outros casos registrados na capital, mas estamos aguardando as vítimas se pronunciarem para tomarmos as devidas providências.

 

BANCADA DA SAÚDE

Dois deputados da bancada federal paraense têm se mobilizado nas últimas semanas em busca de informações sobre a área da saúde no município de Belém. Edmílson Rodrigues, do PSOL, fez na semana passada um longo pronunciamento no plenário da Câmara sobre o assunto mencionando, inclusive, as visitas técnicas que nós, do Sindmepa, temos feito à unidades de saúde da capital. Do PSD, o deputado Éder Mauro, também tem se mobilizado em busca de mais informações sobre o tema. De nosso lado, vemos com alegria as movimentações de nossos parlamentares. Não temos verniz partidário e estamos sempre dispostos a contribuir com informações sobre o assunto, tudo em nome de uma saúde plena e um SUS com mais qualidade para todos.

 

HONORÁRIOS

Será na próxima quarta-feira, às 13h, aqui mesmo no Sindmepa, a próxima rodada de negociações da Comissão Estadual de Honorários Médicos com a Unimed para discutirmos o reajuste dos honorários de procedimentos médicos praticados pelo plano de saúde. Nosso objetivo principal é que os planos passem a aplicar a CBHPM em vigor para acabar com a defasagem de valores de procedimentos médicos. Também estamos aguardando a proposta que o grupo Unidas ficou de enviar por escrito para a análise da categoria.

 

PCCR

E já que estamos falando de honorários, está marcada para segunda-feira, 22, uma reunião na Secretaria de Estado de Administração (Sead) para discutir o já famigerado Plano de Cargos, Carreira e Remuneração do Estado (PCCR). Lembrando que já faz um ano que a equipe do Estado prometeu apresentar um esboço do plano com a formatação das várias categorias existentes no quadro estatal, mas até agora nada foi apresentado. Vamos ver o que acontece.

 

COOPERAÇÃO

Também na próxima segunda-feira vamos assinar a renovação do Termo de Cooperação entre o Sindicato dos Médicos do Pará e a Câmara Municipal de Belém para acompanhamento técnico dos projetos do legislativo municipal que tem a ver com a área da saúde. A partir da renovação, vamos intensificar nossa participação na análise desses projetos em conjunto com a comissão de saúde da Câmara. É mais uma forma de contribuição da categoria médica para com a saúde da população da capital do Estado.

 

PISO NACIONAL

Quem está em fase de negociação salarial, é bom lembrar que o piso salarial proposto pelas entidades médicas para 2015 é de R$ 11.675,94 para 20 horas semanais de trabalho. O valor é calculado anualmente e serve para orientar as negociações coletivas da categoria, sendo recomendado que o referencial integre as pautas de reivindicação.

 

“FARTURA”

É triste a situação da saúde em Marabá. Falta tudo. O centro cirúrgico do Hospital Municipal está parado por falta de fio de sutura e campo cirúrgico, do hospital também não possui ortopedistas de plantão 24 horas. Nas unidades de Laranjeiras e Morada Nova, o serviço de ultrassonografia foi interrompido. Há mais de um mês um paciente com suspeita de câncer de pulmão espera autorização para tratamento fora de domicílio (TFD), no município. Já no Hospital Materno Infantil não tem pediatra na sala de parto, nem anestesista de plantão 24 horas. O Ministério Público precisa agir em defesa da saúde da população.

Leave A Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sindicato dos Médicos do Pará