WhatsApp: (91) 98895-3102
S.O.S Sindmepa: (91) 99893386

Audiência pública discute terceirização da saúde em Marabá

0

Na manhã desta quinta-feira, 23, uma audiência pública foi realizada no Cine Marrocos em Marabá, sudeste paraense, no intuito de discutir a terceirização da saúde no município. Promovida pelo Sindicato dos Servidores em Saúde Pública do Estado do Pará (Sintesp-PA) – Núcleo de Marabá, em parceria com o Sindmepa, a audiência culminou em um ato contra a terceirização da saúde no local.

Segundo o diretor do Sintesp/Marabá, Demerval Silva, o evento visa oportunizar um debate sobre o tema e estabelecer as condições da representação dos profissionais contra a proposta de terceirização no setor público, o que vem sendo mantido nos bastidores da gestão municipal sem qualquer debate nos espaços democráticos. “O que queremos é botar em prática o direito de democratizar essa discussão. As autoridades públicas não podem simplesmente impor uma decisão desse porte”, comentou Silva.

IMG-20150723-WA0006

População, servidores e representantes sindicais estiveram presentes na audiência pública

“O Estado quer passar para empresas privadas uma responsabilidade que é apenas dele. O Estado, primeiramente, tem que se estruturar, e não dar lucro para terceiros. Dessa forma haverá sempre uma estagnação no sistema. Não é assim que resolveremos o problema do sistema público de saúde”, desabafou Silva.

Ainda segundo Silva, diversos órgão públicos foram chamados a participar do evento, mas nenhum compareceu. “Convidamos o prefeito municipal, CMB, MPE, secretário de saúde, entre outros, mas nenhum esteve presente. Acredito que em outro momento eles possam comparecer porque esse é apenas o primeiro momento de nossa manifestação”, ressaltou Silva.

Dentre os debatedores do evento estavam o diretor do Sindmepa, Waldir Cardoso, que esclareceu as consequências da terceirização para os serviços de saúde e força de trabalho; e o assessor jurídico do Sindmepa, Eduardo Sizo, que explicou os aspectos jurídicos da terceirização. “A privatização de serviços existentes é uma declaração pública de incompetência da gestão em administrar os serviços. A ausência da prefeitura denota a intenção de levar a frente a proposta sem discutir com a sociedade”, frisou o diretor do Sindmepa, Waldir Cardoso.

Durante a audiência, um fórum de discussão foi criado para lutar contra a privatização da saúde em Marabá. “Criamos um Fórum para dar continuidade à luta contra a privatização dos hospitais e o Sindmepa dará todo o apoio e se fará presente em todas as oportunidades”, afima o delegado sindical do sindmepa Daniel Azevedo.

A primeira reunião de coordenação do Fórum acontecerá no dia 04 de agosto, às 17hs, no auditório do Sindicato dos Urbanitários.

Leave A Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sindicato dos Médicos do Pará