WhatsApp: (91) 98895-3102
S.O.S Sindmepa: (91) 99893386

Sindmepa e Sespa discutem ampla pauta sobre saúde

0

Na manhã desta quinta-feira, 02, o Sindicato dos Médicos do Pará (Sindmepa) esteve reunido com o Secretário de Saúde do Estado, Vítor Mateus, para discutir diversas pautas relacionadas à saúde no município como a situação dos contratados da Unidade de Alta Complexidade em Oncologia do HUJBB e do remanejamento dos médicos plantonistas que atuam no Centro Psicossocial de Álcool e Drogas 24hs (CAPS AD III), além da desapropriação do Hospital Samaritano.

Um dos assuntos em pauta, a Unidade de Alta Complexidade em Oncologia (Unacon), foi instalada no Hospital João de Barros Barreto (HUJBB) em agosto de 2012, com recursos do Ministério da Saúde e aporte financeiro do governo do Estado e está parcialmente paralisada em suas atividades por falta de recursos humanos e financiamento. Os médicos que atuam no local estão sendo prejudicados pela falta de pagamento o que tem gerado graves prejuízos ao atendimento da população.

Durante a reunião, o secretário de saúde ficou de rever o contrato firmado entre o Estado e o hospital para tomar as devidas providências quanto ao pagamento dos médicos. Ele também sugeriu que o hospital fique sob gestão de uma OS por conta da complexidade dos serviços”, declarou.

Outro ponto em discussão foi a desapropriação do Hospital Samaritano, que segundo o secretário irá funcionar em duas etapas. “Em primeiro lugar uma etapa emergencial, disponibilizando 28 leitos e duas salas de cirurgia para ajudar no desafogamento do HPSM do Guamá. Posteriormente, com reformas nas instalações do hospital para melhor atender a demanda da população”, ressaltou.

Quanto ao remanejamento de médicos no CAPS AD III, o Sindmepa se responsabilizou em acionar o CRM para que fosse feita uma vistoria no local afim de dar um parecer ao MPF para que sejam tomadas as medidas cabíveis quanto ao remanejamento dos médicos plantonistas. “O MPF quer retirar esses médicos sem saber da verdadeira necessidade do local. É preciso que haja plantonistas disponíveis pois não se sabe quando um caso de urgência e emergência possa surgir”, comentou o diretor do Sindmepa, Dr. João Gouveia que participou da audiência juntamente com os diretores Carlos Sinimbu e Emanuel Resque.

No que se refere ao edital para gestão de OS no Hospital Oncológico Infantil e UNACOM de Tucuruí, o secretário de Saúde do Estado encaminhará uma minuta do contrato para avaliação jurídica do Sindicato dos Médicos para apresentarmos propostas de garantias trabalhistas.

Para os casos de óbitos em residência, com atendimento médico, a Sespa ficou de encaminhar como referência a Unidade Básica de Saúde da Pedreira para que fique disponível a declaração de óbito 24H.

Leave A Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sindicato dos Médicos do Pará