WhatsApp: (91) 98895-3102
S.O.S Sindmepa: (91) 99893386

Sindmepa Informa 24.07.2015

0

VISTORIAS BALANÇO

Nesta semana completamos um ciclo de nove visitas técnicas a unidades de saúde do município, além dos hospitais do Pronto Socorro do Guamá e Samaritano. Constatamos, mais uma vez, que a falta de resolutividade nas unidades, que poderiam atenuar os problemas de atendimento de urgência e emergência, é o grande nó da superlotação dos prontos socorros da capital. Fizemos nossa parte. Elaboramos relatórios e apontamos sugestões. É hora do município fazer a sua.

VISITA SECRETÁRIO

Na visita que o secretário de saúde de Belém fez ao Sindmepa, na quinta-feira, para discutir o atendimento de urgência e emergência na capital, mostrou boa vontade para resolver os problemas crônicos do setor. Mas só isso não basta. É preciso que realmente o poder público faça a coisa certa e gerencie com rigor os já minguados recursos que são destinados à saúde. A compra do Samaritano e a reforma do hospital não serão suficientes se realmente as unidades básicas não forem dotadas de infraestrutura adequada ao atendimento, rompendo o ciclo vicioso de só se procurar os prontos socorros ao primeiro sinal de emergência.

ESCALPELAMENTOS

Lamentavelmente, já chegamos ao quinto caso de escalpelamentos nos rios do Estado neste primeiro semestre do ano, o que nos deixa alerta para reforçar as ações educativas para prevenção dos acidentes e, ao mesmo tempo, revoltados pois na maioria dos casos envolve barcos prestadores de serviço para prefeituras ou barcos de familiares. Em qualquer dos casos, fica a sensação de que a punição exemplar também pode ser uma saída para a erradicação desta tragédia familiar e da sociedade paraense.

NÃO À TERCEIRIZAÇÃO

Prefeitura de Marabá manifestou intenção de terceirizar (leia-se, privatizar) o Hospital Municipal e o Materno Infantil para uma organização Social. Sindicato dos Servidores da Saúde Pública do Estado do Pará (Sintesp-Pará) e Sindmepa promovemos debate sobre o assunto no dia 23, no Cine Marrocos. Convidados, a Prefeitura e o Ministério Público não compareceram, fugindo ao debate. Somos contra a privatização por gastar mais dinheiro público pelo mesmo serviço, aumentar a corrupção, dificultar o acesso da população e precarizar as relações de trabalho.

ALERTA MARABÁ

O Instituto de Assistência dos Servidores do Estado do Pará (Iasep) está fazendo chamada pública para contratar credenciados para prestar serviços na área de saúde em Marabá. Fica um alerta por um pequeno detalhe: o Iasep está dando calote há sete meses aos que continuam a insistir em prestar serviços ao órgão.

SANTA CASA

A Nova Santa Casa continua com velhos problemas. Em relação à superlotação e descentralização do atendimento, o que sobrecarrega, principalmente, a área de obstetrícia e pediatria, agravada pela remuneração que tem desestimulado os médicos da instituição. Novo movimento vem se articulando pelas denúncias dos colegas e será motivo de reuniões com a direção da instituição na próxima quarta-feira, 29, e com a Sespa, dia 30.

CONCURSO

A Marinha está disponibilizando 100 vagas para compor o Corpo de Saúde da Marinha em várias especialidades médicas. As inscrições para o concurso seguem até o dia 07 de agosto. A seleção será feita por meio de prova escrita, inspeção de saúde, teste de aptidão física, verificação de dados biográficos e prova de títulos. O edital e as inscrições estão disponíveis no site da instituição: www.ingressonamarinha.mar.mil.br.

CALOTEIROS CRESCENDO

Só faz crescer a nossa lista de municípios que dão calotes em médicos. Já integram este seleto grupo os municípios de Bragança, Marituba, Igarapé-Miri, Santa Izabel, Castanhal, Tailândia, Irituia, Salinas, Capanema, São Domingos do Araguaia e Marapanim. Fique atento. Não aceite tirar plantões nesses municípios. Você, com certeza, pode ser a próxima vítima.

Leave A Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sindicato dos Médicos do Pará