WhatsApp: (91) 98895-3102
S.O.S Sindmepa: (91) 99893386

Titular da Sesma discute plano emergencial no Sindmepa

1

O Secretário municipal de saúde de Belém, Sérgio de Amorim Figueiredo, apresentou hoje em reunião de trabalho com médicos, no Sindmepa, a nova planta da reforma do Hospital do Pronto Socorro da 14 de Março. Segundo ele, a obra de recuperação do hospital deverá ser entregue em janeiro de 2016, durante as comemorações do aniversário de Belém. Durante a reunião, diretores do sindicato apresentaram ao secretário uma proposta para a melhoria do atendimento da população na área da urgência e emergência.

A proposta apresentada pela diretoria é fruto de diversas visitas aos hospitais do Guamá e Samaritano, além das UMS da Sacramenta, Telégrafo, Benguí I, Tapanã, Marambaia, Jurunas, Guamá e na UBS da Pedreira, que constaram várias inconsistências que “vêm contribuindo para a superlotação no atendimento emergencial do Pronto Socorro do Guamá”.

20150723_112711

O funcionamento imediato do hospital Samaritano para realização de cirurgias de menor porte e gravidade encaminhadas pelos profissionais do HPSM do Guamá e o funcionamento de forma resolutiva das UMS que compõem o atendimento de urgência e emergência da Grande Belém, foram duas das medidas sugeridas pelo Sindmepa.

A proposta do Sindmepa, encaminhada também ao governo do Estado, Ministério Público estadual e federal, Ministério da Saúde, OAB-Pará, Comissão de Saúde da CMB e Alepa, Conselho Estadual e Municipal de Saúde, Conselho Regional de Medicina e Sociedade Médico-Cirúrgica do Pará, está disponível no link: http://127.0.0.1/proposta-para-atendimento-de-urgencia-e-emergencia-de-belem/

Com relação ao Samaritano, o secretário informou que ontem, finalmente, a Prefeitura conseguiu fechar contrato com o proprietário do hospital para que este comece a entrar em funcionando já no mês de agosto. A compra do hospital foi feita em parceria com o governo do Estado, já que o Ministério da Saúde acabou não liberando parte de uma verba esperada pela PMB para a aquisição do hospital.

“A nossa expectativa realmente é de que se conseguisse um recurso expressivo, infelizmente não veio. Mas vamos trabalhar em busca de novas parcerias para que a gente consiga colocar em prática todos nossos projetos, com recursos próprios, e as obras do Samaritano em parceria com o governo do Estado”, explicou o secretário.

Ele apresentou o projeto de reforma do HPSM da 14 e disse que tudo o que foi destruído pelo incêndio está sendo refeito, como fiações elétricas e instalações hidráulicas e de suporte telefônico. O hospital passará a funcionar com três salas cirúrgicas que deverão ser totalmente equipadas. “O Centro cirúrgico vai sofrer algumas adaptações e passará a funcionar com três salas cirúrgicas e dentro das normas exigidas”, disse Amorim.

Ele acrescentou ainda que o plano elaborado pelo Sindmepa em parte já está contemplado no plano da Sesma, mas que iria avaliar as sugestões de melhoramento apontadas pelo sindicato.

1 comentário

  1. ANTÔNIO VIEIRA SOARES NETO on

    Não dá para acreditar no Titular da Sesma .Não enquanto a Atenção Básica continuar claudicante e ele
    permitir perseguição e fraude contra médicos dedicados .

Leave A Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sindicato dos Médicos do Pará