WhatsApp: (91) 98895-3102
S.O.S Sindmepa: (91) 99893386

Falta de condições de trabalho no Guamá foi tema de AGE no Sindmepa

0

A superlotação e falta de condições de trabalho no Pronto-Socorro do Guamá foram debatidos ontem (4), no Sindmepa, durante Assembleia Geral com médicos que atendem no PSM. Várias dificuldades vivenciadas pelos profissionais da medicina foram relatadas durante a reunião, como a falta de estrutura, falta de materiais e quadro clinico insuficiente para a grande demanda.

De acordo com os médicos, após o incêndio no PSM da 14 de Março, o número de pacientes no PSM do Guamá praticamente dobrou, contudo a quantidade de médicos para o atendimento continua o mesmo. Esta situação tem gerado grandes problemas durante o atendimento.

Alguns médicos relataram que pacientes que poderiam sobreviver estão morrendo no Pronto-Socorro do Guamá por falta de estrutura. De acordo com os profissionais, o local não tem sequer espaço para realizar reanimação do paciente e os médicos precisam trabalhar “à base do improviso” quando faltam materiais.

Uma pauta destacando as principais dificuldades enfrentadas pelos médicos cirurgiões foi construída pela categoria para reivindicar melhorias nas condições de trabalho. O diretor João Gouveia solicitou, durante a Assembleia, que os médicos pediatras e clínicos também elaborem um documento pontuando as precariedades vivenciadas por eles para apresentar às autoridades responsáveis.

Uma reunião com o secretário municipal de saúde, Sergio Amorim, está marcada para esta sexta-feira (7), no Sindmepa, para discutir esta situação junto aos médicos do Guamá e Samaritano.

Leave A Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sindicato dos Médicos do Pará