WhatsApp: (91) 98895-3102
S.O.S Sindmepa: (91) 99893386

Médicos residentes do Pará se organizam para paralisação nacional

0

Médicos residentes do Pará estão se mobilizando para participar das manifestações nacionais da categoria marcadas para o mês de setembro. Um grupo de residentes liderados por médicos da Santa Casa reuniu-se no Sindmepa, hoje, para discutir a situação no Estado. A falta de condições de ensino na residência médica é a bandeira principal desses profissionais, que prometem paralisar atividades em todo o Brasil no dia 24 de setembro, com a manutenção apenas de atendimento de urgência e emergência.

Na reunião realizada em Belém foi montada uma comissão de mobilização dos residentes e aprovada uma AGE para o próximo dia 3, às 12h, no Sindmepa. Será nessa Assembleia que a categoria se posicionará oficialmente sobre o apoio ao movimento nacional.

Médico residente da Santa Casa, Luiz Cota, um dos participantes do movimento, explicou que as reivindicações partem da necessidade de melhores condições de ensino. “Não pode ter um bom ensino com ambiente de prática ruim; preceptor que não recebe não vai ter incentivo pra ensinar; não observamos qualquer valorização do médico residente”, disse.

Em nível nacional, os residentes querem o aumento da representação das entidades médicas na Comissão Nacional de Residência Médica e o fim da câmara recursal (que garante vitória governista nas votações); fiscalização imediata de todos os programas de residência médica do país para garantir a qualidade destes; plano de carreira e de valorização para médicos preceptores; isonomia da bolsa de residência médica com bolsas oferecidas por outros programas como o Mais Médicos e o Provab. Hoje os residentes recebem bolsas de R$ 2.600 e a bolsa do Mais Médicos fica em torno de R$ 10.000.

O Sindmepa se integra à luta dos médicos residentes com diretores participando ativamente do movimento. Na reunião de hoje participaram os diretores João Gouveia e Waldir Cardoso. “Organização é fundamental para qualquer categoria e qualquer tipo de luta. Apoiamos a luta dos residentes e também a organização da Associação dos Médicos Residentes do Pará (Amerepa), que é fundamental para o fortalecimento da categoria”, afirmou Waldir Cardoso.

Leave A Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sindicato dos Médicos do Pará