WhatsApp: (91) 98895-3102
S.O.S Sindmepa: (91) 99893386

Servidores do HPSM do Guamá paralisam atividades

0

Péssimas condições de trabalho, desvalorização salarial, falta de materiais básicos e de estrutura. Esses são alguns dos motivos que levaram os servidores do HPSM do Guamá a paralisarem suas atividades na manhã desta quarta-feira, 12. A paralisação seguirá até às 18hs.

Para dar apoio ao movimento, o diretor do Sindmepa, João Gouveia, esteve presente ao ato realizado na frente do hospital, pela manhã. “O Sindmepa se solidariza com o ato desses servidores. É um movimento legítimo. Eles estão sofrendo pelas más condições de trabalho e com a desvalorização promovida pelo poder público. A situação do HPSM do Guamá está ficando incontrolável. É impossível que esses servidores realizem um atendimento de qualidade sem a estrutura adequada. Não iremos parar de lutar até que essa situação seja resolvida”, destacou o diretor.

De acordo com o coordenador jurídico do Sindicato dos Trabalhadores em Saúde no Estado do Pará (Sindsaúde), Mairraule Souza, cerca de 700 servidores, entre enfermeiros, técnicos e médicos, atuam no local. Segundo Souza, apesar da paralisação, o hospital continuará atendendo a população. “Nós estamos realizando essa paralisação em regime de revezamento, de forma que todos os servidores possam expressar suas reivindicações. Enquanto durar o nosso ato, 50% dos servidores estarão no hospital para que a população não saia prejudicada”, ressaltou.

Ainda segundo Souza, caso as reivindicações não sejam atendidas, a categoria pretende tomar medidas mais radicais. “Não podemos continuar nessa situação. O descaso do governo é evidente. Caso eles não tomem nenhuma providência nós entraremos em greve”, afirmou.

Na pauta de reivindicações há também o pedido de reajuste de 80% da gratificação do Amad e HPS (Hospital Pronto Socorro) que, segundo os funcionários, está defasado há 10 anos. Eles também pedem o ticket de alimentação, que atualmente é dado só para os plantonistas.

Leave A Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sindicato dos Médicos do Pará