WhatsApp: (91) 98895-3102
S.O.S Sindmepa: (91) 99893386

Sindmepa Informa – 14.08.2015

0

VISITA PARAGOMINAS

Em visita técnica realizada esta semana a Paragominas, verificamos as instalações de hospitais e unidades de saúde, reunimos com autoridades da área, entre os quais o MPE, Câmara de Vereadores, Secretaria Municipal de Saúde e Conselho Municipal de Saúde, além do prefeito municipal. A agilização do funcionamento de uma UCI neonatal no hospital municipal e uma UPA de porte 2, foram dois dos assuntos abordados. A falta de recursos humanos seria o principal entrave para o funcionamento desses serviços. Vão contratar por meio de pessoa jurídica. Defendemos que, pelo menos, seja garantida a contratação via CLT, com todos os direitos trabalhistas.

 

GREVE GUAMÁ

Levamos nosso apoio e solidariedade ao ato de paralisação dos servidores do HPSM do Guamá, que na quarta-feira alertou a população sobre os problemas no hospital. Todos sofrem com as más condições de trabalho e a desvalorização promovida pelo poder público. A situação está ficando incontrolável e, assim como os médicos, é impossível que esses servidores realizem um atendimento de qualidade sem a estrutura adequada.

 

CALOUROS FAMAZ

Participamos esta semana do evento de recepção ao calouro promovido pela Famaz falando sobre o papel das entidades médicas, a importância da organização da categoria para a profissão e estimulando novos alunos ao exercício da cidadania. Tiramos dúvidas sobre residência médica, o programa Mais Médicos e o recente decreto presidencial Mais Especialidades, mais uma interferência do governo federal na área da medicina.

 

DIREITOS TRABALHISTAS (IOL)

Mais um grupo de médicos recorre à justiça para garantir seus direitos. Desta vez é o pessoal demitido do Instituto Ophir Loyola (IOL) que decide procurar a justiça do trabalho. São 90 profissionais contratados em regime celetista e demitidos sem FGTS e outras verbas rescisórias. A ação será movida pelo Sindmepa devendo exigir ainda a diferença retroativa a congelamento salarial nos últimos oito anos. Os interessados em compor a ação devem comparecer ao sindicato munidos de identidade, comprovante de residência, carteira de trabalho, contracheques e extrato analítico do FGTS.

 

ESPECIALISTAS PRA QUEM?

O governo federal acaba de atentar novamente contra o exercício da medicina no Brasil, desta vez interferindo na formação, mais especificamente nas especialidades médicas. Decreto já rechaçado por todas as entidades representativas da categoria médica brasileira determina que o Conselho Nacional de Educação estabeleça modelo de equivalência entre certificados de especialistas a serem emitidos pelos sistemas de ensino federal, estaduais, distrital e até municipais com as certificações da Residência Médica. A medida, se implantada, irá desqualificar a medicina brasileira e piorar ainda mais o atendimento do usuário do SUS. Nosso repúdio a mais essa ação do governo federal contra nossa categoria.

 

BANCADA FEDERAL

Ainda sobre o decreto de especialidades, solicitamos apoio da nossa bancada federal paraense nas negociações que estamos travando, em nível nacional, junto com outras entidades, no sentido de alterar o texto do decreto presidencial. É importante que nossa bancada atente para esse problema que traz riscos à formação médica e pode comprometer ainda mais a qualidade do atendimento do cidadão no serviço de saúde pública.

 

NOVOS CURSOS

Depois do curso de inglês exclusivo para médicos que inauguramos nesta semana, agora é a vez de nos voltarmos para o bom e velho português. Em setembro vai abrir a primeira turma do curso de Língua Portuguesa, no Sindmepa, com o professor João Carlos Pereira. Dicas de produção de texto e gramática à luz do novo acordo ortográfico serão a tônica do curso, previsto para ter início no dia 1º de setembro. E seguem abertas as inscrições para o Master Médico, curso da Dalmass, em parceria com o Sindmepa, que capacita médicos em áreas como Saúde da criança; Saúde da mulher; Saúde do adulto e idoso; Urgência e emergência e Direito médico. As aulas do Master Médico começam em outubro.

 

CALOTEIROS

A pedidos, estamos republicando a lista de municípios que dão (ou já deram) calotes em médicos. Já integram este seleto grupo os municípios de Bragança, Marituba, Igarapé-Miri, Santa Izabel, Castanhal, Tailândia, Irituia, Salinas, Capanema, São Domingos do Araguaia e Marapanim. Fique atento. Não aceite tirar plantões nesses municípios. Você, com certeza, pode ser a próxima vítima.

 

EM TEMPO

Alô, alô, médicos de Parauapebas, Itaituba e Oriximiná. O caloteiro Iasep está na área para credenciar médicos desavisados que queiram prestar serviços para o Instituto. Daqui vai o nosso alerta: O calote aos outros médicos já está em sete meses.

 

Leave A Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sindicato dos Médicos do Pará