WhatsApp: (91) 98895-3102
S.O.S Sindmepa: (91) 99893386

Sindmepa Informa – 28.02.2015

0

ADVERTÊNCIA

Médicos ligados aos serviços de urgência e emergência de Belém cumpriram o prometido fazendo um movimento de protesto contra as péssimas condições de atendimento no HPSM do Guamá, SAMU e UPA Icoaraci. No Guamá, não há as mínimas condições de funcionamento, com pacientes tendo que permanecer entubados no bloco cirúrgico por falta de leitos na unidade de recuperação. Unidades de saúde também não tem a menor estrutura, sobrecarregando o único hospital público de urgência e emergência da cidade. Foi um dia de triagem e atendimento ainda mais tenso que de costume, mas deve funcionar como alerta para a gestão. Se nada mudar, haverá triagem permanente a partir do dia 3. Marcamos uma AGE na próxima terça-feira, 1º, para organizar o movimento do dia 3.

Estado de greve

O Sindmepa reitera que os médicos da UPA de Capanema encontram-se em estado de greve e que nenhum deles pode assumir escala de plantão na UPA a partir de 1º de março. Isso é válido até que os demitidos retornem à escala sob pena de infração aos artigos 48 e 49 do código de ética médica. Aguardamos resposta da Prefeitura de Capanema para o ofício enviado com a pauta de reivindicação dos médicos e manifestando o desejo de negociar.

ESCALPELADOS

Entidades que compõem a Comissão Estadual de Combate ao Escalpelamento realizaram nesta semana, no Sindmepa, a sua primeira reunião anual. Vários direcionamentos foram aprovados para o plano de ação de 2016, que visa ajudar no combate a este mal que se espalha pelos rios da Amazônia vitimando mulheres, meninas e até mesmo meninos. Foram registrados onze casos no ano passado e neste ano já estamos com um caso.

REINAUGURADO

Literalmente ressurgido das cinzas, finalmente nesta semana o prefeito Zenaldo Coutinho cumpriu a promessa de entregar o HPSM da 14 de março. Com equipamentos novos e boas condições de trabalho, a volta do pronto socorro da 14 vai de fato ajudar a desafogar o HPSM do Guamá, mas o problema da urgência e emergência em Belém não se resolve se não houver uma pactuação com municípios próximos a Belém e investimentos na Atenção Básica, além de revisão da ridícula remuneração hoje paga. Simples assim.

SANTA CASA: 366 ANOS

A Fundação Santa Casa de Misericórdia completou 366 anos na quarta-feira passada com saldo positivo em seu curriculum, apesar de toda a crise da saúde no estado do Pará. Referência no atendimento de gravidez de alto risco, a Santa Casa soma quase oito mil partos anualmente, atendidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Uma equipe multiprofissional atende no hospital de forma ininterrupta, em plantões de 24 horas, todos os dias da semana. Parabéns à maior maternidade pública do Pará.

MPE ORTOPEDISTAS

Um acordo celebrado nesta semana, com a intermediação do MPE, promete por fim à burocracia no pagamento de médicos que prestam serviços ao SUS. A complementação do pagamento dos ortopedistas será realizada no máximo após trinta dias depois do pagamento do Ministério da Saúde. A meta agora é caminhar para um entendimento para que as entradas das cobranças sejam efetuadas simultaneamente de forma que o pagamento do MS, Sesma e Sespa sejam feitos em 30 dias, acabando de vez com os atrasos. A reunião no MPE teve a participação de diretores do Sindmepa e ortopedistas, que prestam serviços pelo SUS, além de representantes da Sesma e Sespa.

Leave A Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sindicato dos Médicos do Pará