WhatsApp: (91) 98895-3102
S.O.S Sindmepa: (91) 99893386

Sindmepa Informa – 03.04.2016

0

VIOLÊNCIA

E segue de vento em popa a falta de segurança nas unidades de saúde de Belém. Nas últimas semanas, registros de mais ataques a unidades de bairros. O alvo mais recente dos assaltantes foi a unidade de saúde do Água Cristal, na Marambaia. Já são quatro unidades assaltadas este ano em Belém. Já passaram por isso também unidades da Condor e da Pedreira, além de ambulâncias do Samu. Pedimos reforços à Prefeitura e ao estado. Mas até agora, nada.

 SINDICALISMO

Belém foi a cidade escolhida para sediar a reabertura do ciclo de Fóruns sobre Sindicalismo, Política e Cidadania, organizado pelo Comitê de Formação Sindical da Confederação Nacional das Profissões Liberais – CNPL. Os fóruns são voltados para a atualização, capacitação, qualificação e formação de lideranças. A partir do estado do Pará, o evento percorrerá todas as demais regiões do País em 2016. Em Belém, o debate será nos dias 7 e 8 de abril, na sede do Sindmepa.

SEM SOLUÇÃO

Apesar de seguidos apelos ao Ministério Público Federal, este mandou arquivar mais um pedido de investigação sugerido pelo Sindmepa. Trata-se da questão da necessidade de declaração de óbito para pacientes falecidos em casa, quando o profissional que o atende não tem acesso ao documento. Esse problema provoca outra situação que é a venda da declaração por funerárias, o que é ilegal ou força o médico assistente a conseguir a declaração em um hospital qualquer na base da amizade pessoal. Há notícias de que funerárias cobram até 800 reais para fornecer o documento, num grave crime contra o consumidor/paciente do SUS. Mas para o MPF isso tudo é normal.

DIA MUNDIAL DE SAÚDE

No próximo dia 7, quando a Organização Mundial de Saúde comemora o Dia Mundial de Saúde, teremos uma programação especial no Sindmepa. Além da presença do presidente da Confederação Nacional dos Profissionais Liberais (CNPL), Carlos Alberto Schmitt de Azevedo, faremos uma avaliação da saúde no Pará e em Belém, passando ainda pelo plano nacional. Vários problemas serão abordados.

CONTENÇÃO

O governo do Estado acaba de publicar novas medidas de contenção de gastos para enfrentar a crise. Sempre que esses episódios acontecem dá a impressão para a população de que a coisa corre frouxa. Não se tem controle de gastos e nem se fala em racionalizar despesas, o que comprova na prática que precisa de crise para que o governo gaste com austeridade as verbas arrecadadas com nossos impostos. E quem primeiro paga o pato deste descontrole são os funcionários públicos.

MAMATA

O INDSH, Organização Social que venceu a licitação para gerenciar o hospital Jean Bittar, acaba de avisar a Sespa que não poderá assumir os serviços licitados, agora em 1º de abril, caso não receba adiantado o pagamento do Estado. Ora, como uma organização que se diz sem fins lucrativos e que tudo faz pela saúde da população anuncia que não poderá atender sem pagamento antecipado dos serviços? E ainda querem nos convencer dessa balela de que não visam lucro! Uma piada sem graça.

Leave A Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sindicato dos Médicos do Pará