WhatsApp: (91) 98895-3102
S.O.S Sindmepa: (91) 99893386

Sindmepa Informa – 07.08.2016

0

SOPAPE/SINDMEPA

O Sindmepa marcou presença em dois eventos realizados pela Sociedade Paraense de Pediatria esta semana. Na última quarta-feira, uma Roda de Conversa em homenagem ao Dia do Pediatra. Já na sexta-feira, uma programação especial na praça do Horto lembrou a Semana Mundial de Amamentação- Smam 2016. Além da proteção ao meio ambiente, abordou-se a importância da amamentação como prevenção de doenças e seu aspecto nutritivo. Neste momento de crise econômica cresce a sua importância, já que o leite materno é gratuito e vai direto da fábrica ao consumidor.

METROPOLITANO

No hospital metropolitano os médicos estão em “pé de guerra”. Tudo porque a gestão da OS, a Pró Saúde, paga os honorários dos profissionais, das pessoas jurídicas, com atraso e em prestações. Neste momento por exemplo, ainda não pagaram o mês de junho, o que significa dizer que ao pagar junho, o mês de julho já estará atrasado novamente. Assim, fica difícil os médicos honrarem seus compromissos.

ASSALTO

Ainda repercute muito mal no meio médico a tentativa de assalto acorrida no último final de semana dentro do quarto de repouso dos médicos plantonistas do centro cirúrgico do HPSM do Guamá. As médicas, em particular, estão apavoradas com o ocorrido. O Sindmepa comunicou o fato ao secretário municipal, Sergio Amorim, que prometeu providências.

CIRURGIA INÉDITA

A Comissão Estadual de Erradicação dos Acidentes com Escalpelamento comemorou esta semana o registro de zero casos de acidentes com vítimas no mês de julho, fato inédito ao longo de toda a existência da comissão. As estatísticas foram divulgadas em reunião realizada na quarta-feira, no Sindmepa. Na sexta, participamos na Santa Casa de outro evento importante da área. O anúncio de realização de cirurgia de implante auricular em vítimas de escalpelamento. Inéditas no país, as cirurgias são fruto de parcerias nas esferas municipal, estadual e federal. Serão feitas pelo cirurgião Marcelo Carneiro nas dependências da Santa Casa. A meta é chegar a 66 implantes.

OPORTUNISMO E MENTIRA

A mentira do programa Mais Médicos, de levar médicos aos municípios mais longínquos e sem médicos, foi desmentida pelos municípios que receberam médicos do programa, como Belém, Ananindeua, Altamira, Castanhal, Bragança, Abaetetuba, Barcarena, Itaituba, entre outros. Além de não ter sido discutido com as entidades, como prometido, o programa agora, mais que eleitoreiro, se tornou moeda de troca partidária. Deveria mudar o foco para Programa Mais Saúde e acabar de vez com essa enganação à população, pois os cubanos nem médicos são.

ALTAMIRA

Diretores do Sindmepa em visita ao município de Altamira, esta semana, se depararam com uma realidade que já é comum em nosso estado. Além da necessidade urgente de reforma do hospital municipal, a falta de garantia de direitos trabalhistas tanto dos médicos do município como dos médicos contratados do hospital regional. Há também a defasagem dos serviços de diagnósticos e terapia (SADT) do hospital regional, que desde sua inauguração não são trocados e, o que é mais grave: o abandono do novo hospital do mutirão é gritante, com suas instalações já em fase de deterioração e falta de equipamentos. Sem falar que até o momento não se sabe quem irá administrá-lo, pois a Norte Engenharia entregou o hospital pela metade.

Leave A Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sindicato dos Médicos do Pará