WhatsApp: (91) 98895-3102
S.O.S Sindmepa: (91) 99893386

Médicos de Canaã dos Carajás continuam com situação indefinida

0

A situação dos médicos de Canaã dos Carajás continua indefinida. Obrigados a constituir pessoa jurídica para trabalhar nas unidades de saúde do município, eles interromperam suas atividades na semana passada como forma de pressionar a empresa e o município a regularizar seus contratos.

Esse foi um dos assuntos tratados na reunião da diretoria colegiada do Sindicato dos Médicos do Pará desta terça-feira, 20. Também foram discutidas a participação do Sindmepa na reunião do comitê de mortalidade materno-infantil do estado, ainda nesta semana, e a cerimônia de entrega de carteiras aos novos membros do projeto acadêmicos aspirantes, que já conta com mais de 200 associados. A próxima entrega de carteiras será no dia 13 de dezembro.

Na última semana, os médicos das unidades de saúde da Secretaria Municipal de Canaã dos Carajás decidiram interromper suas atividades insatisfeitos com a falta de regularização dos seus contratos realizados de boca com os médicos que já estavam trabalhando nas unidades. A empresa contratada pela Semsa de Canaã do Carajás para terceirização ainda fez com que os médicos constituíssem pessoa jurídica, com o intuito de pagar menos do que recebiam anteriormente e vem os obrigando a trabalharem 10 horas por dia nas Unidades.

Diante da decisão dos médicos de entregar os cargos em protesto contra o descaso que vem sofrendo por parte da administração pública, o dono da empresa afirmou que “contrata” outros médicos se os atuais não forem trabalhar.

O Sindmepa encaminhou uma denúncia contra a empresa e Semsa para Tribunal de Contas, Ministério Público Estadual, Ministério Público Federal, Delegacia Regional do Trabalho e Conselho Regional de Medicina. Alertamos que quem assumir a vaga dos colegas que estão lutando contra precarização do trabalho, pode responder por infração ao Código de Ética Médica.

 

Leave A Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sindicato dos Médicos do Pará