WhatsApp: (91) 98895-3102
S.O.S Sindmepa: (91) 99893386

Repúdio à Atitude do Prefeito de Parauapebas

2

Acusado pela mãe de uma paciente de se negar a ministrar um soro para a sua filha de três anos na madrugada de sábado, médico teve sua imagem denegrida nas redes sociais. O médico explicou que a menina não estava desidratada, tendo recebido todo o atendimento necessário para o caso em que se encontrava. A mãe, visivelmente alterada, continuou insistindo na hidratação, em nova negativa recusou as outras medicações prescritas para a criança e foi para o corredor aos gritos exigindo que seus desejos fossem atendidos. O escândalo descabido começou a perturbar os outros pacientes no interior da unidade e pelo risco iminente de agressão pelo descontrole emocional foi solicitada ajuda policial para controlar a situação.

Atitudes de agressividade como a dessa senhora tem sido cada vez mais comuns nas emergências médicas, muitas vezes essas cenas terminam em agressão física dos profissionais de saúde e algumas vezes até em morte. Para coibir um desfecho desfavorável há necessidade de proteção policial.

O Sindmepa repudia a atitude do Prefeito que sem procurar ouvir os argumentos do servidor, saiu postando vídeo nas redes sociais denegrindo a imagem pública do profissional e já falando em punição.

A assessoria jurídica do Sindmepa já está tomando as providências necessárias e vai entrar com pedido de direito de resposta junto ao portal de notícias que veiculou matéria jornalística sobre o assunto sem a versão do médico.

2 Comentários

  1. Qual médico? Foi dado direito de resposta, mas ele ficou calado. Procurei o nome do médico em todo lugar e não encontrei. Estou curioso pra ver a alegação nos “meios legais”, se não há sequer nome do profissional nos vídeos ou matérias publicadas nos sites.

    • A assessoria jurídica do Sindicato dos Médicos do Pará informa que no vídeo veiculado pela paciente há indicação de identidade do médico, por outro lado os veículos que replicaram a notícia referiram o acontecimento sem buscar contra versão, o que fere o exercício regular do jornalismo e da boa imprensa. O senhor pertence a algum meio de comunicação? caso sim, favor contactar conosco através do email ascomsindmepa@gmail.com

Leave A Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sindicato dos Médicos do Pará