WhatsApp: (91) 98895-3102
S.O.S Sindmepa: (91) 99893386

Médicos uruguaios e brasileiros discutem organização internacional

0

A cidade de Porto Alegre sediou nessa quarta-feira (4) o Encontro Internacional de Sindicatos Médicos do Cone Sul. Promovido pelo Sindicato dos Médicos do Pará e Sindicato Médico do Uruguai e organizado pelo Sindicato Médico do Rio Grande do Sul, o evento teve por objetivo debater a participação dos sindicatos médicos brasileiros na União de Sindicatos e Grêmios médicos da América Latina, articulação sindical continental que está sendo liderada pelos sindicatos promotores do evento em conjunto com Sindicatos e Grêmios argentinos e pela Federação Médica do Peru.

O encontro foi pleno de sucesso e contou com a presença de representantes de 16 sindicatos médicos brasileiros e as duas federações nacionais: Federação Médica Brasileira e Federação Nacional dos Médicos.

Os participantes foram recebidos pelo vice-presidente do Sindicato Médico do Rio Grande do Sul, Dr. Edson Machado que saudou os presentes e manifestou a alegria do Simers em sediar o encontro. “O Simers se sente honrado em contribuir para o fortalecimento do movimento sindical médico nacional. Ontem (3), tivemos aqui mais uma reunião da comissão que discute a reunificação das Federações médicas e hoje recebemos nossos colegas brasileiros e uruguaios neste encontro internacional”.

A diretora do sindicato uruguaio, Soledad Iglesias ao lado de Edson Machado (Simers), Waldir Cardoso (Sindmepa) e Casemiro dos Reis Junior (FMB).

O Dr. Waldir Cardoso (Sindmepa) expôs o conteúdo da Carta de La Plata aprovada em dezembro último na cidade de La Plata, Argentina, por representantes do Uruguai, Argentina, Brasil e Peru. O documento propõe a criação de um organismo sindical médico da América Latina, com o objetivo de articular os sindicatos médicos da região, viabilizar a troca de experiências e organizar a participação dos países nas Conferências Internacionais de Sindicatos Médicos que ocorrem anualmente. Estas Conferências visam compartilhar informações e experiências sindicais entre os Sindicatos Médicos de todo o mundo. A nova entidade não terá caráter de representação, deverá ser enxuta em sua direção, bem como não terá que ser financiada por nenhum sindicato. Um organismo praticamente virtual a serviço dos sindicatos médicos do continente sul.

Representantes do Sindicato Médico do Uruguai apresentaram a Plataforma de Análise Comparada, ferramenta que servirá para compilar dados do exercício profissional médico nos diversos países em temos de remuneração, jornada de trabalho e tipos de vínculo, por exemplo. Poderá ser alimentada por cada Sindicato de forma independente mediante uma senha.

Encontro reuniu lideranças para discutir organização da categoria no Continente

“Esta é uma importante contribuição da área técnica do Sindicato Médico do Uruguai, que é coordenada pelo economista Luiz Lazarov, e será de extrema utilidade em nossas lutas cotidianas”, disse Soledad Iglesias, diretora do Sindicato uruguaio que fez a apresentação.

No final do encontro foi aprovada a Carta de Porto Alegre (veja aqui), que manifesta a intenção dos sindicatos presentes em participar de todo o processo de construção da União dos Sindicatos e Grêmios Médicos da América Latina e estar presente nas Conferências Internacionais de Sindicatos Médicos.

“Este encontro coloca o sindicalismo médico brasileiro em outro patamar de sua participação em eventos médicos internacionais. Há muito participamos da Confemel, e agora poderemos contribuir em uma organização médica internacional estritamente sindical”, comemorou Waldir Cardoso, responsável no Brasil pela promoção do encontro.

Uma reunião de todos os sindicatos médicos da América Latina está sendo programada para acontecer no mês de junho, em Lima, no Peru, em mais uma etapa para a organização da entidade internacional. Outro evento na agenda é a 5ª Conferência Internacional de Sindicatos Médicos, que vai acontecer de 12 a 14 de novembro, na Espanha. Representando o Sindicato Médico do Uruguai compareceram os diretores Dra. Soledad Iglesias, Dr. Federico Preve Cocco e o contador Jorge Diaz. Participou ainda pelo Uruguai, via teleconferência, o economista Luiz Lazarov.

Participaram do encontro representantes dos seguintes sindicatos: Rio Grande do Sul, Pará, Amazonas, Alagoas, Pernambuco, Piauí, Rondônia, Tocantins, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Paraná, Distrito Federal, Campinas, Grande ABC Paulista, Santa Maria e Rio Grande.

Leave A Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sindicato dos Médicos do Pará