WhatsApp: (91) 98895-3102
S.O.S Sindmepa: (91) 99893386
Afiliado a:

Sindmepa Informa – 28.06.2020

0

72 HORAS

Foi o prazo que os médicos dos Hospitais de Campanha do Hangar e do Abelardo Santos deram ao Estado para providenciar a regularização dos plantões tirados nesses hospitais e não pagos pela OS Irmandade do Pacaembu, que gerencia os hospitais. A OS diz que aguarda repasses do Estado e a Sespa afirma que pagou, mas tem pendências de aditivos de contrato. Os médicos, que sobrevivem de seus plantões, informam que vão procurar trabalho em outros locais a partir de quarta-feira se o impasse não for resolvido.

CALOTE

Bastou os médicos do Abelardo Santos e do Hangar denunciarem a falta de pagamento de seus salários para outros terem coragem de se manifestar. O Hospital de Campanha de Marabá e o Hospital Regional dos Caetés em Capanema também estão sem pagar os médicos contratados para atender COVID. A privatização dos serviços públicos de saúde mostra sua face mais perversa. E logo com os médicos. Triste Pará.

RUY BARATA VIVE

O show desta semana do projeto Quartas Musicais, homenageará o centenário do poeta Ruy Barata com a apresentação em formato de live da cantora Ádria Goés. Adria e o pianista Andreson Dourado irão relembrar obras do poeta e compositor, durante toda a apresentação do show “Ruy Barata foi assim”, nesta quarta, 01, às 19h30. A transmissão será feita no seu perfil do Instagram, @adriagoes_cantora, e do Facebook, Ádria Góes.

SUPLÍCIO

Um bebê atendido no último final de semana em Mosqueiro acabou indo a óbito após uma árdua luta da família e profissionais de plantão no hospital por uma UTI neonatal em Belém. Prematuro de 26 semanas, o bebê chegou a ter leitos reservados e não confirmados pela central de leitos na Santa Casa e outros dois hospitais. Por fim, o MP foi acionado e o bebê ficou sendo ventilado após intubação pela equipe de plantão à espera da transferência. Após dias de espera pelo socorro que não veio, ele não resistiu. É triste uma metrópole com quase 1,5 milhão de habitantes não ter condições de oferecer um leito de UTI para salvar uma criança. O fato precisa ser investigado pelo MP.

SEM EPI’s

O Cesupa afixou Nota técnica em seus murais informando a decisão da direção em suspender o fornecimento de EPIs aos seus alunos de medicina. Segundo a nota, só serão disponibilizadas máscaras cirúrgicas até esta sexta-feira, 26. Após esta data, cada aluno seria responsável pela própria máscara, durante as aulas práticas. Enviamos ofício para a instituição solicitando que o Núcleo Acadêmico do Sindmepa seja recebido pelo reitor para maiores esclarecimentos.

PRIVATIZAÇÃO

Importante ponto de pauta foi tratado na última sexta-feira em reunião com a presidência da Santa Casa: a terceirização do serviço de Obstetrícia. A direção atribui a responsabilidade ao Ministério Público, que cobra o concurso e o fim dos contratos temporários renovados com menos de seis meses após o término do último período de contratação. Esta semana vamos apurar melhor a situação para tomar medidas em defesa do serviço público.

Leave A Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sindicato dos Médicos do Pará