WhatsApp: (91) 98895-3102
S.O.S Sindmepa: (91) 99893386
Afiliado a:

Estatísticas de ocupação de leitos divulgados em site oficial assustam e Estado responde

0

Na coluna Sindmepa Informa, publicada na edição de domingo, 23, do Diário do Pará, o Sindmepa divulgou nota intitulada “Sem leitos”, baseada em estatísticas de ocupação de leitos divulgadas no site oficial do Estado: https://www.covid-19.pa.gov.br/#/.

Muita gente se assustou com o percentual de ocupação de leitos clínicos pediátricos, que naquele momento o site informava ser de 100%. Como foi dito na nota, os números foram reproduzidos do site oficial do estado, conforme a última atualização vigente na sexta-feira, 21, como atestam os prints tirados do próprio site. Ressalte-se que o quadro é atualizado todos os dias às 18h. Hoje, por exemplo, os leitos de UTI neonatal disponíveis estão com 100% de ocupação, de acordo com o quadro do governo.

Nossa coluna é fechada sempre nas sextas-feiras por volta das 15h, quando checamos o quadro oficial pela última vez. Após publicadas no Diário do Pará, as notas são compartilhadas nas redes sociais do Sindmepa. Com a nota, o Sindmepa presta seu dever de manter informada a população sobre os números e estatísticas oficiais da pandemia.

 

Estranhamos a mudança tão rápida dessas taxas de ocupação, mas cabe ao Estado explicar como são feitas as estatísticas e quantos leitos de fato dispomos para o atendimento à pediatria. Afinal, qual o número de leitos de UTI pediátricas que o estado dispõe? 25 ou 35, já que os dois números aparecem nos quadros de quarta e sexta-feira?

Sobre a nota divulgada na coluna, a Sespa enviou ontem as seguintes informações, as quais reproduzimos aqui:

“A Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) informa que, nesta terça-feira (25), a taxa de ocupação de leitos pediátricos é de 65,79% para os leitos clínicos pediátricos e de 51,43% de ocupação da UTI pediátrica.
A Sespa ressalta que não houve aumento na média de crianças infectadas por covid-19, no Pará. Na última segunda-feira (24), o levantamento epidemiológico registrou uma redução de 61% da média móvel quando comparada com 14 dias atrás, ou seja, a média de pessoas contaminadas entre 0 a 12 anos no dia 10/08 eram 34,9 novos casos por dia, enquanto que no dia 24/08 foram computados 13,5 novos casos por dia”.

Leave A Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sindicato dos Médicos do Pará